705 – Empreendedor: Meu malvado favorito

Redação Brasil
Read Time2 Minute, 6 Second

Trabalhador brasileiro – salário é pouco, não dá pra nada, desempregado também não dá. E desse jeito a vida segue sem melhorar.

É com o Seu Jorge que damos a largada hoje.

Ivanildo Terceiro é um profissional de comunicação que escreve para o Infomoney. Publicou algum tempo atrás um texto chamado “Seis coisas que você precisa saber antes de sair por aí falando que todo empresário é malvado.” Adaptei esse texto para o programa de hoje.

Dá uma subidinha aí Lalá…

Ser empreendedor está na moda. Programas, reportagens e até mesmo uma série de documentários promete ensinar como empreender.

O empreendedorismo também é apontado como a solução para boa parte dos desafios que temos. A chave para sair da crise? Empreendedorismo. Resolver os problemas sociais? Empreendedorismo. Quer ficar rico? Seja um empreendedor!

O fenômeno é tão grande que criou até um subtipo: o empreendedorismo de palco. Misturando autoajuda e dicas de administração, os empreendedores de palco vendem palestras, livros e cursos, prometendo ensinar o segredo para abrir seu próprio negócio e ficar rico.

Apesar do momentum ser novo, o ato de empreender definitivamente não o é. Na pré-história, índios que viviam no litoral do atual território brasileiro trocavam sambaquis por cerâmicas com as populações que viviam no interior. Os habitantes da Ilha de Marajó, construíram entre os anos 400 e 1400 uma complexa rede comercial, trocando artefatos até com moradores das ilhas do Caribe. De fato, há evidências de que uma das principais vantagens do homem moderno sobre o homem das cavernas foi sua capacidade de fazer comércio.

A despeito de ter sido uma das primeiras atividades humanas a gerar ganhos mútuos para os envolvidos, poucas profissões se tornaram tão odiadas como a do empreendedor. Inimigos de classe, exploradores, gananciosos, abusadores e às vezes simplesmente “malvados” são os adjetivos mais comuns para descrevê-los.

O Partido da Causa Operária (PCO) usa como slogan a frase “quem bate cartão, não vota em patrão”. A Central Única dos Trabalhadores (CUT) afirma que os empreendedores são inimigos dos empregados. Gleisi Hoffman, senadora pelo PT do Paraná, acredita que a crise foi causada pelos empresários. Para o ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, os donos de negócios são os responsáveis pela caótica situação do país.

Para o bem ou para o mal, empreendedores não têm uma vida tão fácil e poderosa. E Ivanildo enumera seis fatos para demonstrar algumas verdades sobre o empreendedorismo.

Fonte: Podcast Café Brasil

0 0

About Post Author

Redação Brasil

Jornalista - MTB -0077859/SP
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Caminhoneiros vão ter prioridade em campanha de vacinação contra gripe

Categoria receberá a dose após idosos e profissionais de saúde Caminhoneiros e portuários serão o próximo foco da campanha de vacinação contra a gripe em todo o país, assim que a agenda para idosos e profissionais de saúde for encerrada, conforme anunciou hoje (30) o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, […]

Subscribe US Now